Quinta da Carolina | Vinhos de Portugal 2015 – João Paulo Martins
A complexidade aliada à elegância, num douro genuíno de carácter e estilo únicos. Propriedade da família Cândido da Silva, a Quinta da Carolina está localizada na região demarcada do Douro, sub-região do Cima Corgo, na margem esquerda do Rio Douro a 4 Kms sul do Pinhão.
vinhos, carolina, douro, rio, vinhas, pinhao, elegancia, vinhas velhas, barrica, complexidade, tipicidade, genuino, equilibrado, fresco, harmonioso, cítrico, mineral, floral, gastronómico, Touriga Franca, Tinta Roriz, Touriga Nacional, Tinta Carvalha, Tinta Amarela, Tinto Cão, Sousão, Rufete, Tinta Melra, Malvasia Preta, Tinta Barroca, Tinta Francisca, Bastardo
5762
single,single-post,postid-5762,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.1.2,vc_responsive

Blog

Vinhos de Portugal 2015 – João Paulo Martins

Quinta da Carolina Reserva tinto 2010 – Classificação 17

Provado de novo em 2013. O tempo ainda não lhe fez mossa e o vinho continua em muito boa forma, cheio de vida e garra: aroma vivo aqui muito equilibrado, porque a fruta e a barrica estão em muito bom diálogo, resultando um aroma muito mais em elegância do que em potência e por isso, também fica mais atraente.
Na boca, a presença da barrica é também um pouco mais evidente e os taninos também se mostram bem, ainda que finos, como que a dizer-nos que alguma calma no consumo será aconselhável.
Boas colheitas anteriores: 2009

 

Carolina branco 2013 – Classificação 16
Lote de Viosinho, Rabigato e Códega do Larinho.
O aroma mostra desta vez um tom mais cítrico, ao lado de notas de fruta mais madura, mas sempre num registo elegante, sem pesar. Muito boa harmonia de boca, a acidez está aqui muito bem inserida no conjunto, o branco resulta agradável gastronómico e apetecível, ou seja, perigoso…

 

Carolina tinto 2012 – Classificação 16

Prova de 2014. Muito bem na cor, aroma jovem com fruta viva e notas vegetais abundantes, mas com personalidade e carácter.
Agradável na boca sem taninos complicados e /ou corpo difícil, é um tinto correcto para ser consumido novo, com agrado e clara aptidão gastronómica.O final ao fruto torna-o guloso.

9